---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Hino de Palmitos

Publicado em 21/01/2014 às 15:45 - Atualizado em 05/02/2014 às 16:13

Celina Belló, autora da letra do Hino de Palmitos
Créditos: Acervo Municipal Baixar Imagem

     O hino de Palmitos foi escrito em 1975. Como preparação para a festa da Pátria, que acontecia todos os anos, o Poder Executivo lançou a proposta da criação do hino municipal. Na primeira fase eram 11 concorrentes. Foram selecionados 05. Os dois trabalhos finalistas foram enviados à capital Florianópolis, para análise e decisão final. Depois de semanas, o resultado foi exultado em sessão da Câmara Municipal de Vereadores: Celina Belló, autora da letra e Mirtes Helena Roman, autora da melodia eternizaram a história Palmitense em um belo hino.

 

Lançado na força do alcandorado
De nome és capital da produção
Dando vida ao Oeste do estado
És um dos braços forte da nação!
Palmitos tem nas terras e nos morros
O suor dos desbravadores Culmey
É bravura dos que não temeram
As noites escuras de buscas fatais!

Palmitos! És graça e união!
És beleza e hospitalidade
És mais força e produção
Unida em elos de fraternidade!

Nascida às margens do Rio Uruguai
Ladeada de fausto eu vivo a cantar.
Força, iluminação e águas termais,
Palmitos tua gloria é semear
De esperança e progresso és vestida
Hoje brilha o sol da evolução
Fazendo risos em horas de dor
Teu povo jubila e grita a canção


Palmitos! És graça e união!
És beleza e hospitalidade
És mais força e produção
Unida em elos de fraternidade!


Hoje e sempre em vivas vozes triunfais
Levanta tua bandeira qual farol
Tua pecuária e verdes milharais
Um semblante de explosão e de sol
Liberdade e progresso cantaremos
O céu estrelado na imensidão
Exalta o garbo dos antepassados
Palmitos - Capital da produção.


Palmitos! És graça e união!
És beleza e hospitalidade
És mais força e produção
Unida em elos de fraternidade!


Ouça o Hino de Palmitos


Galeria de Arquivos